30 dicas de saúde para mulheres
30 de abril de 2017
Rinite é a alergia mais comum entre os brasileiros
6 de dezembro de 2017

Meu tímpano perfurou, e agora?

Antes de falarmos sobre tímpano perfurado é importante explicar como este processo funciona. A membrana do tímpano é uma proteção que separa a orelha externa da orelha média. A orelha média é uma cavidade preenchida por ar que contém os ossículos da audição. O som é captado pela vibração da membrana do tímpano, que faz os ossículos se movimentarem. Para tudo funcionar bem, a pressão do ar contido dentro da orelha média deve ser a mesma da pressão atmosférica do local onde estamos. A abertura da tuba auditiva, que conecta a orelha média à parte mais profunda do nariz, faz a conexão da orelha média com o ambiente externo.

Um fato interessante é que problemas nasais, como rinite e aumento da adenoide (que se localiza na parte posterior do nariz) podem obstruir a tuba auditiva e prejudicar a aeração da orelha. Em situações como mergulho ou voo, a mudança da pressão atmosférica pode ser muito brusca a ponto de a orelha média não conseguir equalizar a pressão interna com o ambiente externo ao mesmo tempo. A membrana do tímpano é tracionada pela pressão externa e pode ser rompida.

Outra situação em que o tímpano pode ser perfurado são as infecções. Em casos graves, a orelha fica preenchida por secreção purulenta que faz pressão sobre o tímpano levando ao seu rompimento. Objetos inseridos na orelha com muita força (como cotonetes) ou substâncias como ácidos e água muito quente também podem romper o tímpano.

TRATAMENTO E CUIDADOS

Para se tratar o tímpano perfurado, primeiro, deve-se afastar infecção (otite). Como o tímpano é uma barreira de proteção, seu rompimento facilita a entrada de bactérias. Se o médico constatar sinais de infecção, o tratamento será feito com antibióticos, que podem ser por via oral ou gotas otológicas. A dor costuma ser intensa nesses casos e, em geral, são necessários anti-inflamatórios e analgésicos.

Proteção contra a água é o principal cuidado quando o tímpano foi perfurado. Durante o acompanhamento médico, poderá se optar por observação, aguardando-se um prazo de alguns meses para que haja fechamento da perfuração de forma espontânea. Se não houver, pode ser necessária uma cirurgia para correção do tímpano.

Para se proteger contra a água na hora do banho, deve-se colocar uma bola de algodão embebido em algum óleo, como óleo de amêndoas, que funciona como uma barreira contra a água. Deve-se evitar frequentar piscinas, praticar mergulho ou qualquer atividade com risco de entrada de água na orelha.

A mudança de pressão atmosférica, como em voos ou subida/descida de serra não causará alterações pois a perfuração funciona como uma comunicação com o ambiente externo. A pressão da orelha média será igual à da pressão atmosférica.

PROGNÓSTICO

Em determinados casos, principalmente se a perfuração ocorreu por uma infecção, o tímpano pode se regenerar. Isso vai depender de vários fatores, como a extensão da perfuração, demora para tratamento da infecção e da imunidade do paciente.

Sobre os riscos do problema voltar a acontecer, tudo irá depender da causa da perfuração. Em geral, perfurações recorrentes são relacionadas a infecções crônicas e doenças nasais. A rinite sem tratamento ou a hipertrofia da adenoide levam à má ventilação do ouvido. No caso da adenoide, pode ser necessária retirada com cirurgia.

Fonte: Minha Vida