Como funciona o exame de audiometria tonal

Cirurgia de nariz: função e estética
22 de novembro de 2018
BERA
O que é exame BERA?
12 de dezembro de 2018
minha criança não fala

Como funciona o exame de audiometria tonal

É comum a preocupação dos pais em relação à aquisição de linguagem dos filhos, gerando dúvidas como:

– “Meu filho está demorando para falar, é normal?”

– “Os coleguinhas/irmãos parecem ter começado a falar mais cedo, devo me preocupar?”

Pois esta queixa deve ser valorizada pelos pediatras, uma vez que ninguém conhece a criança melhor que os pais! O atraso no desenvolvimento da linguagem pode estar associado a diversas causas e a surdez pode ser uma delas. Assim, sempre que há queixas deste tipo, o pediatra deve ser informado e a avaliação por um médico otorrinolaringologista é essencial para afastar ou mesmo confirmar esta possibilidade, visando o tratamento o mais precoce possível.

Como tratar isso?

Para as crianças mais velhas, pode-se medir a audição de forma confiável por meio do exame de audiometria tonal com técnicas semelhantes às usadas para os adultos. Para as crianças menores, tais técnicas também podem ser utilizadas, embora muitas vezes a criança precise de um tempo maior para compreender o exame.

Quando isso não é possível, como no caso de crianças pequenas ou que possuem outras condições que impossibilitem a realização da audiometria, a audição pode ser realizada por meio de testes eletrofisiológicos, como o BERA, emissões otoacústicas e respostas auditivas de estado estável. Atualmente, tais exames são extremamente precisos e confiáveis, podendo ser realizados sob sedação/anestesia ou mesmo sob sono natural.